Governo viabiliza novas escolas de tempo integral no Ceará

Você está em: Home - Notícias - Governo viabiliza novas escolas de tempo integral no Ceará


Em solenidade realizada, na manhã desta quinta-feira (7), o governador Camilo Santana assinou ordem para a ampliação da jornada prolongada em mais 22 escolas, de modo que a rede pública estadual de ensino passará a ofertar o Ensino Médio em tempo integral em 35% das unidades escolares esse ano. Com isso, o Ceará chega a 252 unidades de ensino nessa modalidade. Do total, 130 são Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral (EEMTIs) e 122 são Escolas Estaduais de Educação Profissional (EEEPs). A cerimônia contou com a presença de prefeitos, deputados, secretários, autoridades diversas, além de estudantes e professores estaduais. Aprece foi representada na oportunidade pelo prefeito de Chorozinho, Francisco de Castro Menezes Junior, membro da Diretoria Executiva da entidade.

As 19 novas EEMTIs estão localizadas nos municípios de Itaitinga, Aquiraz, Trairi, Granja, Ipu, Sobral, Iracema, Quixeramobim, Crateús (2), Senador Pompeu, Farias Brito e Fortaleza (7). Destes, seis ofertarão o Ensino Médio em Tempo Integral pela primeira vez. O atendimento abrangerá 2.305 estudantes. Já as três novas EEEPs são nas cidades de Caririaçu, Forquilha e Ocara. Serão beneficiados até 1.620 alunos nessas unidades.

De acordo com Camilo Santana, o investimento destinado ao Programa de Ensino Médio Integral chegará a R$ 316 milhões em 2019. O recurso será utilizado na ampliação, adaptação, aquisição de novos equipamentos, contas públicas, além da alimentação escolar, custos com salários de professores e contratação de terceirizados nas 130 Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral. As novas unidades deverão passar por processos de adequação para conversão ao modelo de ensino, como construção de salas de aula, climatização, reformas de vestiários, cozinhas e refeitórios.

Esse ano, já serão 50 municípios com EEMTIs, beneficiando cerca de 40 mil alunos. Em Fortaleza, são 48 unidades com jornada prolongada. A maioria das Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral está localizada nos municípios mais populosos, tendo sido distribuídas em áreas consideradas mais vulneráveis. A oferta do tempo integral começa a partir da 1ª série do Ensino Médio e a expansão ocorre gradualmente para as próximas séries. Cada escola oferta uma jornadad e nove horas, garantindo três refeições diárias. O currículo é composto por 30 horas semanais de disciplinas da base comum a todos e 15 horas na parte flexível, das quais 10 são escolhidas pelos próprios alunos.

Em relação às Escolas Estaduais de Educação Profissional, atualmente 94 municípios cearenses possuem unidades nessa modalidade, reunindo 50 mil alunos matriculados em 52 cursos. Na capital, são 21 EEEPs. Nessas unidades, é ofertado o Ensino Médio integrado à Educação Profissional, com duração de três anos de funcionamento diário em tempo integral, das 7h às 17h. Os alunos tem a oportunidade de aprender uma profissão enquanto cursam os três últimos anos da educação básica. Durante o 3º ano, é oferecido acesso ao estágio curricular obrigatório e remuneração a todos os alunos. Ao todo, 4,5 mil empresas são parcerias nos programas de promoção de estágio profissional com a previsão de atendimento de 15 mil estudantes.

Coordenadoria de Comunicação e Marketing da Aprece.


7 de fevereiro de 2019


APRECE - Rua Maria Tomásia, 230 - Aldeota - Fortaleza/CE - Fone: (85) 4006-4000 / Fax: (85) 4006-4006