Ministério da Saúde lança campanha contra o sarampo

Você está em: Home - Notícias - Ministério da Saúde lança campanha contra o sarampo


A partir desta segunda-feira (7), o Ministério da Saúde inicia a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo para tentar reverter o surto da doença que se alastra pelo país. Nos últimos três meses, o Brasil registrou 5.404 casos confirmados. A cada 100 casos, 97 foram no estado de São Paulo.

A campanha contra o sarampo será dividida em duas fases. A primeira vai do dia 7 a 25 de outubro e é voltada para crianças de 6 meses a 5 anos de idade. Já a segunda fase vai começar no dia 18 de novembro e será voltada para as pessoas de 20 a 29 anos que não estão com a vacinação contra o sarampo em dia.

Para estimular os gestores municipais, o ministério da Saúde promete R$ 206 milhões em incentivos para os municípios que atingirem a meta, que é vacinar 95% do público alvo.

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, alertou para a chamada “Dose Zero”, que começou a ser ministrada em crianças de 6 meses a 1 ano. Normalmente, a vacina contra o sarampo é dada em duas doses, aos 12 e 15 meses.

Das 27 unidades da federação, 16 não atingiram a meta de vacinação em 2018. Ou seja, a cada 10 estados, 6 não cumpriram a meta de imunizar 95% do público-alvo. Os piores resultados foram no Pará, com 76% das crianças vacinadas, Amapá, com 77% e Bahia, com 80%, como destacou o ministro da Saúde.

Erradicado do território nacional em 2016, o vírus voltou ao país em 2018. Já foram confirmadas seis mortes, sendo 5 em São Paulo e uma em Pernambuco. Quatro mortes foram de menores de 1 ano, além de dois adultos com 31 e 42 anos. Dos mortos, 4 não estavam imunizados e um não tinha registro para saber se estava ou não vacinado.

A meta do ministério é alcançar 39 milhões de pessoas imunizadas até o próximo ano, o que representa 20% da população. Segundo a pasta, esta seria a porcentagem de brasileiros vulneráveis ao vírus. Em 2020, serão feitas campanhas para as demais faixas etárias que vão de 6 a 19 anos, e 30 a 59 anos.

Fonte: Agência Brasil


7 de outubro de 2019


APRECE - Rua Maria Tomásia, 230 - Aldeota - Fortaleza/CE - Fone: (85) 4006-4000 / Fax: (85) 4006-4006