Secretário de Saúde do Estado debate gestão de cooperação com prefeitos da região Centro Sul

Você está em: Home - Notícias - Secretário de Saúde do Estado debate gestão de cooperação com prefeitos da região Centro Sul


Após visitar o Hospital Regional de Iguatu, na manhã da última terça-feira (11), o secretário de Saúde do Ceará, Dr. Cabeto, participou de uma reunião, no auditório da 18ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRES), com prefeitos e secretários da região, para tratar de questões ligadas ao Consórcio Regional de Saúde do Centro-Sul, entre outros assuntos. Antes do encontro com gestores, o secretário garantiu que iria ouvir as demandas dos prefeitos e avaliar as dificuldades financeiras da unidade polo e planejar ações de apoio ao hospital.

Medidas foram planejadas em conjunto pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesa) e pelos gestores dos municípios da região em relação ao funcionamento do hospital administrado pelo município de Iguatu. O objetivo é garantir uma assistência mais qualificada e efetiva para a população que procura atendimento na unidade.  A 18ª CRES é composta por Acopiara, Cariús, Catarina, Iguatu, Irapuan Pinheiro, Jucás, Mombaça, Piquet Carneiro, Quixelô e Saboeiro.

Na ocasião, foi definido que os gestores, com a colaboração da Sesa, vão discutir diretrizes para melhorias dos processos e da gestão do hospital localizado na região Centro-Sul do Ceará.

Regionalização

O presidente da Aprece, Nilson Diniz, que é prefeito de Cedro, deu o exemplo bem-sucedido da área da educação, em que o Programa de Alfabetização na Idade Certa (Paic) conta com a atuação conjunta de estado e municípios, e que alcançou melhores resultados para o Ceará. Nilson Diniz propôs que esse esforço coletivo também fosse priorizado na saúde. “A solução passa pela regionalização”, disse o presidente da Aprece.

Nilson Diniz sugeriu modelo de gestão participação entre os municípios, cooperação e transparência no Hospital Regional de Iguatu, além da coparticipação do Estado. “A nossa ideia foi aceita, o secretário Dr. Cabeto mostrou-se entusiasmado”, pontuou.

Ednaldo Lavor, prefeito de Iguatu, comentou sobre o apoio para o pleno funcionamento da unidade. “Por ano, o hospital atende 91 mil pessoas, então é um número bastante considerável. Daqui saímos com uma outra reunião para definir as mudanças que serão feitas”, disse o gestor municipal. O prefeito disse, ainda, que espera com a pactuação promover iniciativas que melhor atendam os pacientes de Iguatu e municípios vizinhos.

“O regime em que está não é possível. A gente sabe que não é só recurso, é gestão também. Todos os prefeitos assimilaram muito bem isso. As cidades pequenas dependem do Hospital Regional e ele pode ser mais resolutivo”, completou.

O prefeito de Jucás e presidente do Consórcio Regional de Saúde do Centro-Sul, Luna, mostrou o atual modelo de gestão do Consórcio e sugeriu aplicação na gestão do Hospital Regional de Iguatu. “Temos tido bons resultados, reduzimos despesas e ampliamos o atendimento para o período da noite”, frisou.

Na próxima segunda-feira, dia 17, haverá uma nova reunião em Fortaleza, uma espécie de oficina com a participação de secretários de Saúde e prefeitos da região, além de gestores do Hospital Regional de Iguatu, para definir modelo de gestão e participação do Estado.

 

Com informações da Secretaria de Saúde do Estado e do Diário do Nordeste


12 de junho de 2019


APRECE - Rua Maria Tomásia, 230 - Aldeota - Fortaleza/CE - Fone: (85) 4006-4000 / Fax: (85) 4006-4006