Adagri prorroga exigência da GTIV para a cultura da banana por mais 30 dias

Você está em: Home - Notícias - Adagri prorroga exigência da GTIV para a cultura da banana por mais 30 dias


A Agência de Defesa Agropecuária do Ceará (Adagri), a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará (Faec), a Câmara Temática da Fruticultura (CT Fruticultura) e a Federação dos Perímetros Irrigados do Ceará assinaram, na última segunda-feira (11), um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), onde a Agência se compromete a prorrogar o início da exigência da Guia de Trânsito Interno de Vegetais (GTIV) para a cultura da banana por mais 30 (trinta) dias. Antes dessa prorrogação o documento começaria ser exigido como obrigatório no último dia 12 de outubro. Na contrapartida, as instituições representativas dos produtores se comprometeram em realizar ações voltadas à regularização cadastral de seus representados junto à Adagri.

Sobre a GTIV

A Guia de Trânsito Interno de Vegetais (GTIV) no Ceará foi regulamentada para as culturas que sejam potenciais veiculadores de pragas quarentenárias e de importância econômica, como a banana. Desde esse período, a Adagri vem realizando ações de educação sanitária sobre a Guia. Esse trabalho foi intensificado a partir de abril deste ano, com a realização de seminários, palestras, audiências públicas e reuniões com a Câmara Setorial das Frutas, Redes de Supermercados e a Central de Abastecimentos do Ceará (Ceasa).

O objetivo da implantação da Guia é manter o patrimônio fitossanitário do Ceará, que conta com duas Áreas Livres de Pragas desta cultura – Sigatoka Negra e Moko da Bananeira – status estes que permitem o comércio em todo território nacional e internacional.

A emissão e preenchimento da Guia pode ser feita através do APP Produtor, no Portal do Produtor, ou de forma manual (blocada) para os produtores que não tem acesso aos meios eletrônicos. Reforçamos que o documento só poderá ser emitido para Unidades de Produção já cadastradas na Agência. Para esse cadastro não há necessidade de um responsável técnico (Engenheiro Agrônomo).

Diversos estados brasileiros já implantaram a GTIV para variadas culturas, como a Bahia (citros e banana), Pernambuco (uva), Pará (açaí e citros), Rondônia (café) e Goiás (banana, citros e uva).

Fonte: Adagri


13 de outubro de 2021


APRECE - Rua Maria Tomásia, 230 - Aldeota - Fortaleza/CE - Fone: (85) 4006-4000 / Fax: (85) 4006-4006