Seminário Prefeitos Ceará 2021 inicia com debate sobre legado pós-pandemia para o Estado

Você está em: Home - Notícias - Seminário Prefeitos Ceará 2021 inicia com debate sobre legado pós-pandemia para o Estado


O IX Seminário de Gestores Públicos – Prefeitos Ceará 2021, realizado em formato digital, foi aberto na manhã desta terça-feira (20). O evento, que prossegue até a próxima quarta-feira (21), é uma iniciativa do Instituto Future e da Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece), com apoio do Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCE/CE). Nesta edição, o evento debate a “Gestão e Desenvolvimento em Novos Tempos”, com a participação de gestores públicos, secretários(as) municipais, vereadores, controladores, agentes públicos, prestadores de serviços da Administração Pública, pesquisadores acadêmicos e demais interessados no tema.

A Aprece foi representada, na abertura do evento, por seu vice-presidente, José Helder Máximo de Carvalho, prefeito de Várzea Alegre. Em sua fala, ele enfatizou a importância da união e da capacitação dos nossos gestores para enfrentarmos esse novo momento pós-pandemia. “Esse Seminário tem uma importância muito significativa, pois estamos no início da gestão de vários prefeitos e prefeitas em sua primeira experiência de mandato. Além disso, vivemos com o impacto da pandemia, que afetou todas as áreas, não só a Saúde. No momento atual, podemos ter expectativa de dias melhoras, mas é a hora de buscar novos aprendizados, novas experiencias e acima de tudo uma irmandade em todos os setores para superarmos todo o caos vivenciado na gestão pública”, pontuou José Helder.

O prefeito de Fortaleza, José Sarto, também participou do evento, apresentando um balanço das ações realizadas no Município para o enfrentamento da pandemia e para a retomada econômica, com o avanço da imunização. Sarto também anunciou que Fortaleza tem mais da metade da população (50,25%) vacinada com a primeira dose contra a Covid-19, totalizando 1.323.672 fortalezenses. Além de 26.392 pessoas imunizadas com dose única. “A depender da vacina, a imunização com a primeira dose pode chegar a 70%. É um avanço importante e, por isso, nossos números estão caindo no dia a dia, propiciando o retorno da atividade econômica com segurança”, ressaltou o prefeito.

Em sua palestra magna, o governador Camilo Santana comentou sobre os desafios que a pandemia trouxe para a Administração Pública em diferentes níveis, e detalhou as ações desenvolvidas pelo Estado do Ceará para cuidar das famílias e apoiar o setor produtivo. “A maior crise sanitária deste século, que exigiu de todos nós muita serenidade, união e trabalho. Despertou o sentimento de solidariedade entre as pessoas e, também, aflorou mais ainda as desigualdades do nosso país”, pontuou. De acordo com chefe do Executivo Estadual, o Sistema Único de Saúde (SUS) ocupa o centro das estratégias de combate ao coronavírus. “Mais de 80% da população cearense utiliza o SUS. Portanto, a importância, num momento desse de pandemia, a gente ter um sistema que sai fortalecido e possa atender às demandas da população”. Em 2020, o Governo do Ceará investiu R$4,7 bilhões na área da saúde.

Outros temas

Ainda dentro da programação da manhã do primeiro dia do Seminário, o gerente do Observatório da Indústria do Sistema FIEC, Guilherme Muchale, falou sobre as estratégias para o desenvolvimento de distritos e condomínios industriais do Ceará. Já Márcia Cavallari Nunes, CEO do Ipec – Inteligência em Pesquisa e Consultoria, fez uma reflexão sobre como a pesquisa pode contribuir na Governança e no Desenvolvimento Social do município.

A tarde do Seminário foi mediada pelo vice-presidente do TCE/CE, Edilberto Pontes, que palestrou sobre o papel do controle na gestão fiscal dos municípios. Em seguida, a Secretária da Fazenda do Estado, Fernanda Pacobahyba, proferiu a palestra Reformas Tributária e Administrativa e os impactos nos entes municipais.

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) também participou do evento, por meio de seu consultor, Eduardo Stranz, que falou sobre Finanças municipais em tempos de pandemia – um breve histórico e as perspectivas para o futuro. Já o consultor econômico-financeiro da Aprece, André Carvalho, palestrou sobre o Novo Fundeb e o impacto fiscal para os municípios.

O último painel do dia foi o Inovação e Tecnologia, com mediação de Vasco Furtado, diretor de Pesquisa e Inovação da Unifor. Transformação Digital, Inovação na Gestão Pública e Tecnologia para Cidades Inteligentes foi o tema da palestra do Prof. Dr. Luciano Vieira de Araújo, assessor da Superintendência da Tecnologia de Informação da USP.

O articulador da Unidade Gestão dos Ambiente de Inovação do Sebrae Ceará, Herbart dos Santos Melo, falou sobre o Centro de Inovação Sebrae e Ecossistema de Inovação. Por sua vez, a Coordenadora-geral do Laboratório de Inovação e Dados do Governo do Ceará (Íris), Jessika Moreira, explanou sobre Laboratórios de Inovação e a construção de melhores serviços e políticas públicas para a população.

O diretor regional do SENAI-CE, Paulo André de Castro Holanda, ministrou a palestra O poder da conexão para fomentar a inovação. A nova educação e as lideranças do futuro foi a temática abordada pela coordenadora de Educação Executiva do IEL Ceará, Cris Martins. Fechando o dia, a última palestra do painel foi sobre o desenvolvimento da vacina para a Covid-19 da UECE, proferida pela Dra. Izabel Florindo Guedes.

 

Por Coordenadoria de Comunicação e Marketing (COMAK/Aprece)


20 de julho de 2021


APRECE - Rua Maria Tomásia, 230 - Aldeota - Fortaleza/CE - Fone: (85) 4006-4000 / Fax: (85) 4006-4006